Como tirar fotos de suas moedas

Nas diversas vezes que tirei fotos de minhas moedas, ficou constatada a minha total inoper√Ęncia na √°rea: fotos escuras ou com brilho excessivo de flash, falta de nitidez, ilumina√ß√£o horr√≠vel ou sombras fora de contexto, reflexos indesejados. Longe de desejar fotos profissionais mas, pelo menos, que fossem dignas de um fot√≥grafo principiante.


Antes do "est√ļdio", o resultado final era esse.
Aceit√°vel? Nem tanto! Poderia ser muito melhor!
(Moeda de prata, Cr$20, 1972)
 

A introdu√ß√£o das c√Ęmeras digitais autom√°ticas foi um salto gigantesco para n√≥s fot√≥grafos amadores. Al√©m do baixo custo, um √≥timo diferencial √© a facilidade de se tirar infinitas fotos sem se preocupar com revela√ß√Ķes demoradas e poder acertar atrav√©s do m√©todo emp√≠rico, aprendendo na base da tentativa e erro.

Recurso fundamental é o botão de fotos macros. Trata-se daquela opção, geralmente representada por um vasinho de flor, que permite tirar fotos perto o suficiente para nosso intuito. A macrofotografia é um ramo da fotografia que se dedica a registrar os objetos de pequeno porte, tornando visíveis detalhes que escapam a olho nu. Para fotos de moedas é essencial o uso do macro e, se tiver o foco automático, melhor ainda.


O resultado muito mais fiel. A direção da luz ainda pode ser melhorada para maior definição da palavra BRASIL, por exemplo.
(Moeda de prata, Cr$20, 1972, p√°tina original)
 

No entanto, um grande desafio das fotos macros √© a ilumina√ß√£o, havendo muita dificuldade no bom uso do flash nessas situa√ß√Ķes. O flash da pr√≥pria c√Ęmera, a pouca dist√Ęncia do objeto, pode ficar claro ou concentrado demais. A ilumina√ß√£o do ambiente, natural ou artificial, pode criar sombras ou prejudicar a defini√ß√£o de cores.

Pude constatar que existem solu√ß√Ķes v√°rias. E elas s√£o extremamente baratas e pr√°ticas. A Internet √© um excelente ve√≠culo para se notar que n√£o se est√° s√≥ - atrav√©s dela notei que muitos tamb√©m padecem nessa urg√™ncia e, o melhor, que tamb√©m existem as solu√ß√Ķes.

Achei interessante a ideia do Blog Strobist, onde prop√Ķe a montagem de um mini est√ļdio de baix√≠ssimo custo: voc√™ precisar√° de uma caixa de papel√£o com arestas de uns 25 cm, papel sulfite (ou comum de impressora), fita adesiva, estilete e uma fonte de ilumina√ß√£o (serve uma lumin√°ria com l√Ęmpada forte). Recorte janelas em tr√™s lados da caixa (esquerda, direita e em cima), cubra as janelas com o papel e coloque a ilumina√ß√£o em um dos lados. Tente v√°rias fotos combinando diferentes posi√ß√Ķes da ilumina√ß√£o e √Ęngulo de aproxima√ß√£o. Respeitando meus limites de conhecimento de fotografia, eu gostei do resultado.


Proposta de est√ļdio do Blog Strobist


O meu est√ļdio

Aproveitei uma caixa grande de SEDEX que havia por aqui. Sem necessidade, acabei abrindo uma janela na traseira da caixa que, felizmente, não influenciou o resultado final mas, para manter a especificação original, vou tampá-la oportunamente. Nas janelas, quis experimentar papel vegetal. Funcionou bem mas, talvez o papel comum deixe o ambiente mais branco e evite qualquer tipo de concentração de luz que o papel vegetal, por ser um pouquinho mais transparente, pode deixar escapar.

 
Vis√£o geral de um mini est√ļdio criado a partir de uma caixa de encomendas.

A lumin√°ria utilizada √© um mini refletor de l√Ęmpada hal√≥gena, 300W. √Č bastante forte mas, esquenta demais. Com os restos de papel√£o da caixa, montei um pequeno suporte em √Ęngulo para colocar a moeda e facilitar a foto. O fundo da caixa e o suporte foram cobertos com papel preto para dar maior contraste com a moeda.

Com uma c√Ęmera Sony CyberShot, 7 megapixels, macro ativado, tirei v√°rias fotos a uma dist√Ęncia de mais ou menos 15 cm do objeto. Sem d√ļvidas, um trip√© vai fazer sucesso aqui.

 
Moeda comemorativa especial cunhada em processo "proof" (fundo espelhado).
Os reflexos foram propositais.
(Moeda de n√≠quel, espelhada-proof, Cr$1, 1972)  

Devo confessar que √© ineg√°vel o uso do fant√°stico Photoshop na ajuda dos muitos recortes, enquadramentos, corre√ß√Ķes de √Ęngulos, ajustes de cores, etc, etc... Contudo, tamb√©m √© ineg√°vel que a utiliza√ß√£o desse mini est√ļdio melhorou visivelmente a qualidade da origem facilitando a edi√ß√£o posterior. Pr√≥ximo passo: tirar novas fotos das moedas da minha cole√ß√£o e republic√°-las no site MoedasDoBrasil.com.br.

Fontes: Efetividade.net, www.efetividade.net
Strobist, strobist.blogspot.com.br

----------------------------------------------------------------------------------------------------
Moedas Brasileiras / Moedas do Brasil / Moedas Nacionais / MoedasDoBrasil Copyright ¬© 2011-2023 Netfenix  
Reportar erros. Clique aqui! 20221024-5

Um completo e interessante compêndio das moedas brasileiras de todas as épocas.

Encontre em nosso catálogo a moeda que você está procurando:
ano/era
valor facial
material

No século 19, usava-se uma escala impressa em papel para medir moedas...

- A Escala de Mionnet
- A História do Cifrão
- Reformas Monet√°rias
- Cara ou Coroa?


A história da moeda no Brasil contada pelo Banco do Brasil, a história do dinheiro no Brasil contada pelo Banco Central do Brasil e a história das moedas brasileiras contadas por nós.

- Níveis de conservação
- Conservação das moedas
- Coroa Alta e Coroa Baixa
- Graus de Raridade
- Siglas de Gravadores
- Anversos e Reversos
- Ensaios e Provas
- Eixos e Reversos
- Legendas e Inscri√ß√Ķes
- Materiais e Metais
- Moedas de Cobre
- Descobrimento do Brasil
- Colonização do Brasil
- D. Pedro II do Brasil
- e ainda mais...